terça-feira, 30 de julho de 2013

Dirigente do ABC fala sobre a parceria com a OAS

Hoje no Arena da TV Ponta Negra conversei com o presidente do ABC, Rubens Dantas e com o vice administrativo e financeiro do clube, Alexandre Pinto, sobre o contrato com a OAS.

Na visão de Rubens Dantas, o contrato foi positivo: ” Mostrou a maturidade do nosso conselho que entendeu a necessidade do ABC ter uma opção para mandar os jogos. Hoje mesmo tenho uma reunião com o engenheiro Paulo Tarcísio onde vamos definir o cronograma para investimentos no Frasqueirão, que é a nossa casa”.

Levantei dois aspectos com Alexandre Pinto, o primeiro a administração do programa Sócio Mais Querido: ” Não existe nenhuma obrigatoriedade de transferir a administração do programa para ninguém. O que existe é uma cláusula onde a preferência, se um dia o ABC quiser terceirizar este programa, a preferência será deles, mas não existe nada que nos obrigue transferir. O ABC pode e se quiser transferir tem que dar preferência para o Arena das Dunas, é só isso”.

Alexandre Pinto esclareceu também outra questão polêmica: ” O custo dos ingressos será de no máximo de 4 reais e 80, 5 reais e o mínimo de 2 reais, dependendo do tamanho do jogo. Quanto maior o jogo, menor o preço do ingresso. Outro detalhe importante é a questão do número de jogos que vamos mandar no Arena das Dunas. Eles podem em determinado jogo que eles tem o controle transferir para o ABC e a gente fazer no Frasqueirão. O ABC não está perdendo nada, foi uma oportunidade que não poderíamos deixar passar e os direitos dos associados e cessionários de cadeiras e camarotes estão garantidos”.

Aditivos: ” Evidente que existe a possibilidade de aditivos, como aconteceu em Salvador por exemplo, foi um contrato muito bem analisado, cercado de cuidados e que em momento algum vai trazer prejuízos ao ABC”.

Um dado que foi apresentado por Alexandre Pinto, em conversa no tradicional cafezinho depois do programa: ” O Ceará que tem o triplo da torcida de ABC e América, recebe 130 mil por mês para mandar todos os jogos no Castelão e não recebeu o valor de luvas de 2 milhões de reais. Em um contrato do porte deste que vai ser assinado e que foi melhorado graças ao trabalho do Deputado Henrique é evidente que a OAS tem que ter vantagem, ninguém pode imaginar que só o ABC vai ganhar. Os conselheiros entenderam e a prova foi a forma como foi aprovada a proposta”.

Fonte: Blog de Marcos Lopes

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário