segunda-feira, 7 de outubro de 2013

ABC Futebol Clube x Polícia Militar

Tanto a diretoria do ABC quanto a ASSOFME divulgaram notas oficiais sobre o ocorrido de sábado.

Primeiro, a do ABC:

"O ABC Futebol Clube com o apoio fundamental de sua apaixonada torcida, que foi o 12º Jogador e realizou uma festa memorável, obteve uma vitória histórica contra o Palmeiras, clube de grande expressão no cenário esportivo brasileiro e líder da Série B do Campeonato Brasileiro, vitória que proporcionou a saída do Mais Querido da zona de rebaixamento, consolidando a ascensão que o clube vinha trilhando nas últimas rodadas.

Quanto ao desconforto ocorrido na entrada pelo Portão C do Estádio Frasqueirão, esclarece a Diretoria do Clube que havia sido definido que o Portão de acesso para os sócios torcedores do ABC seria aberto as 13:30 e os demais Portões as 14:00hs. Entretanto, por razões alheias a Direção do ABC FC, o contingente da Polícia Militar somente chegou ao estádio por volta das 14:40, situação que, inevitavelmente, retardou a entrada do público e como consequência congestionou o portão de entrada da torcida do ABC.

Além disso, grande parte dos torcedores somente acessou o estádio minutos antes da partida e muitos deles se concentraram na entrada do portão C, ao invés de se acomodarem nas arquibancadas onde existiam  vagas suficientes, fato que impediu o fluxo normal das pessoas que chegavam ao estádio, ocasionando uma grande concentração de torcedores em um mesmo local, o que gerou um princípio de tumulto, logo controlado, com a orientação da polícia e do serviço de som do estádio.

É oportuno esclarecer ainda que durante todo o período em que os torcedores adentravam ao estádio pelo Portão C, era visível que no lado esquerdo da arquibancada central havia espaço suficiente para todos, tanto é assim, que ao iniciar o jogo todos foram acomodados sem qualquer transtorno, situação que permaneceu até o final do jogo, quando se verificou que a torcida visitante ficou na frente do estádio confraternizando-se civilizadamente com a nossa torcida.

O público presente estava dentro da capacidade de público permitida, de acordo com o alvará do Corpo de Bombeiros, devidamente registrada na CBF. Na realidade, o problema ocorrido não decorreu de superlotação, mas de acomodação, em razão de parte da torcida ter se concentrado em um mesmo espaço do estádio, situação que foi contornada a tempo, tendo a Polícia Militar, assegurado a segurança de todos os presentes, conforme relatado no relatório do árbitro da partida. Ou seja, todos os torcedores foram acomodados com segurança e assistiram a bela vitória do ABC sem qualquer transtorno.

Registre que na partida não foi registrada qualquer ocorrência policial, nem a necessidade de utilização das ambulâncias presentes, tendo sido realizado os atendimentos necessários, todos sem qualquer gravidade. 

Em razão do ocorrido a Diretoria do Clube já adotou as providências para garantir mais conforto, tranquilidade e segurança ao torcedor que terão execução imediata. São elas: Alargamento e sinalização da via de acesso ao módulo 4 e destinar ao torcedor visitante o espaço existente, somente, atrás do banco de reservas da equipe visitante, ficando o módulo 3 destinado ao torcedor alvinegro que terá acesso aos setores de arquibancadas pelos Portões A e C.

Por fim, aos torcedores que passaram pelo desconforto momentâneo nossas desculpas e os nossos agradecimentos pelo comportamento pacífico, equilibrado e por ter jogado junto com o time, assegurando-se que tais transtornos não mais ocorrerão.

O Frasqueirão é e sempre será a casa de todos os abecedistas, com muito orgulho.

ABC Futebol Clube"

Agora, a da polícia militar:

"A Associação dos Oficiais Militares Estaduais do Rio Grande do Norte vem a público, em resposta a nota tendenciosa emitida pela direção do ABC Futebol Clube, que atribui à responsabilidade da quase tragédia ocorrida no último dia 05 de outubro de 2013, no estádio Maria Lamas Farache, a um pseudo atraso da tropa da Polícia Militar.

Em primeiro lugar, nós Oficiais Militares não somos funcionários de nenhum Cartola do Futebol Potiguar. Somos titulares de uma carreira pública, conquistada única e exclusivamente para servir à sociedade.

Em segundo lugar, a partida de futebol entre o ABC e o Palmeiras foi um evento eminentemente privado, competindo exclusivamente aos promotores desse evento saber organizar a realização de tal partida.

Assim, nossos Oficiais Militares, no último dia 05 de outubro de 2013, enquanto gestores do policiamento evitaram uma tragédia que poderia ser muito maior do que a ocorrida em Santa Maria/RS, dada a maior quantidade de público.

Por fim, esperamos que o ABC Futebol Clube, assuma o seu erro, repense como serão as próximas partidas em seu estádio e pare de passar para a Polícia Militar a responsabilidade pela sua incompetência.

Associação dos Oficias Militares Estaduais do Rio Grande do Norte"


Do blog: Nota totalmente amadora da polícia. E o pior: não explicam porque mandaram apenas 70 policiais para o jogo, estão omitindo isso. E ainda comparam a com o que houve na boate em Santa Maria. Meu Deus...

Um comentário:

  1. Para quem não sabe o oficial que preside esta associação é americano doente, até o filho dele treina nas categorias de base das paquitas.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário